Tag Archives: Francisco Cândido Xavier

As profecias de ChicoXavier

Foto: Chico Xavier no programa Pinga Fogo em 1971


 


O jornal Folha Espírita de maio de 2011 traz uma revelação feita em 1986, pelo médium Francisco Cândido Xavier sobre o futuro reservado ao planeta Terra e a todos os seus habitantes nos próximos anos. A revelação foi feita a Geraldo Lemos Neto, fundador da Casa de Chico Xavier de Pedro Leopoldo (MG) e da Vinha de Luz Editora, mas somente agora ele resolveu falar.

O “engraçado” é que eu no começo da leitura não botei muita fé nessa “profecia”, mas enquanto lia fui ficando muito sério. Isso porque as partes que marquei em negrito batem EXATAMENTE com o que Oráculo havia nos falado nas últimas décadas. Muito do que ela falou eu compartilhei em posts e comentários no blog antigo (os comentário se perderam para sempre, mas algumas pessoas ainda lembram de eu falar sobre a vinda de refugiados vindo para o Brasil, não é mesmo?). Os posts ainda estão por aí, ou ainda serão publicados (um deles, de 2004, foi publicado agora, que fala de futuros equipamentos pra se comunicar com o mundo dos mortos). E muito do que ela dizia já era pra ter acontecido, por volta do fim do milênio e começo da década, mas não aconteceu por motivos que nem ela sabia.

Este é um resumo dos pontos interessantes do texto. A íntegra pode ser lida no exemplar nº 439, ano XXXV, de maio de 2011 do jornal Folha Espírita:

“Há muito tempo carrego este fardo comigo e sempre me preocupei no sentido de que Chico Xavier não me falaria tudo o que relato nesta edição da Folha Espírita à toa, senão com uma finalidade específica. Na ocasião da conversa que descrevo nas páginas seguintes, senti que mi’nha mente estava recebendo um tratamento mnemônico diferente para que não viesse a esquecer aquelas palavras proféticas, e que, em momento oportuno do futuro, eu seria chamado a testemunhá-las.

Tive a felicidade de conviver na intimidade com Chico Xavier, dialogando com ele vezes sem conta, madrugada a dentro, sobre variados assuntos de nossos interesses comuns, notadamente sobre esclarecimentos palpitantes acerca da Doutrina dos Espíritos e do Evangelho de Jesus. Um desses temas foi em relação ao Apocalipse, do Novo Testamento. Desde então, em nossos colóquios, Chico Xavier tinha sempre uma ou outra palavra esclarecedora sobre o assunto, pontuando esse ou aquele versículo e fazendo-me compreender, aos poucos, o momento de transição pelo qual passa o nosso orbe planetário, a caminho da regeneração.”

 

   Pag… 1   2  3   4   5



CONTATO


Carnaval

Reprodução


Por Emmanuel / Psicografia de Chico Xavier


Nenhum espírito equilibrado em face do bom senso, que deve presidir a existência das criaturas, pode fazer a apologia da loucura generalizada que adormece as consciências nas festas carnavalescas.

É lamentável que, na época atual, quando os conhecimentos novos felicitam a mentalidade humana, fornecendo-lhe a chave maravilhosa dos seus elevados destinos, descerrando-lhe as belezas e os objetivos sagrados da Vida, se verifiquem excessos dessa natureza entre as sociedades que se pavoneiam com o título de civilização. Enquanto os trabalhos e as dores abençoadas, geralmente incompreendidos pelos homens, lhes burilam o caráter e os sentimentos, prodigalizando-lhes os benefícios inapreciáveis do progresso espiritual, a licenciosidade desses dias prejudiciais opera, nas almas indecisas e necessitadas do amparo moral dos outros espíritos mais esclarecidos, a revivescência de animalidades que só os longos aprendizados fazem desaparecer.

Há nesses momentos de indisciplina sentimental o largo acesso das forças da treva nos corações e, às vezes, toda uma existência não basta para realizar os reparos precisos de uma hora de insânia e de esquecimento do dever.

Enquanto há miseráveis que estendem as mãos súplices, cheios de necessidade e de fome, sobram as fartas contribuições para que os salões se enfeitem e se intensifiquem o olvido de obrigações sagradas por parte das almas cuja evolução depende do cumprimento austero dos deveres sociais e divinos.
Ação altamente meritória seria a de empregar todas as verbas consumidas em semelhantes festejos, na assistência social aos necessitados de um pão e de um carinho.

 

 Pag…  1   3

 



 

 

CONTATO

Entrega de cestas básicas na CMP é sempre motivo de descontração, alegria e muita emoção

img-20161126-wa0032

Divulgação CMP


Por (Eni)


É sempre uma emoção muito grande para todos nós  a  entrega de cestas básicas que Casa da Mãe Pobre  proporciona para as famílias carentes do Rio de Janeiro e adjacências. É Muito gratificante ver o sorriso estampado no rosto ou simplesmente uma simples palavra de agradecimento dita por aqueles menos favorecidos em nossa sociedade desigual. Caridade é dar aquilo que nos sobra. Generosidade, aquilo que os outros precisam.

Mensalmente são atendidas pelos programas sociais desenvolvidos pela instituição cerca de 50 famílias que se encontram em situação de insegurança alimentar e nutricional.

Estão envolvidas nesta atividade,   todos os Diretores, funcionários, colaboradores, patrocinadores e simpatizantes que pertencem a nossa “Legião de Anjos”.

Por outro lado, o lado espiritual, invisível aos olhos do homem encarnado, onde os abnegados Espíritos protetores  nos acompanham e nos dão força e a paz que necessitamos para sermos bem sucedidos em nossa missão iniciada por nosso benfeitor, fundador e protetor Henrique Magalhães desencarnado em 2004.

img-20161126-wa0042

Divulgação CMP

De acordo com o Diretor  Financeiro  Júlio Moreira, “doações são bem-vindas durante o ano todo para auxiliar as pessoas que são atendidas pela instituição. Qualquer pessoa pode nos ajudar.  A doação de Pessoa Jurídica é dedutível no Imposto de Renda. 

 “As famílias a quem damos suporte necessitam não só de cuidados médicos, odontológicos e jurídicos, mas também de materiais básicos, como roupa, leite, cesta básica, medicamentos, suplemento alimentar, e também de doações mais específicas como cadeiras de roda, etc . A caridade distribui coisas. A generosidade compartilha vida.” concluiu ele.

Famílias cadastradas recebem após a palestra realizada, lanche e  uma cesta básica; alimentos que foram arrecadados junto a comunidade e benfeitores.

A caridade abre espaço no nosso guarda-roupa. A generosidade, espaço na nossa vida para outras pessoas.

 

“A caridade é um exercício espiritual… Quem pratica o bem, coloca em movimento as forças da alma.” (Chico Xavier)

 

Pense nisso!