This is default featured post 1 title

Casa da Mãe Pobre

"Fora da caridade não há salvação, estão encerrados os destinos dos homens, na Terra e no céu; na Terra, porque á sombra desse estandarte eles viverão em paz; no céu, porque os que a houverem praticado acharão graças diante do Senhor".
Saulo de Tarso »

This is default featured post 2 title

Casa da Mãe Pobre

"Fora da caridade não há salvação, estão encerrados os destinos dos homens, na Terra e no céu; na Terra, porque á sombra desse estandarte eles viverão em paz; no céu, porque os que a houverem praticado acharão graças diante do Senhor".
Saulo de Tarso »

This is default featured post 3 title

Casa da Mãe Pobre

"Fora da caridade não há salvação, estão encerrados os destinos dos homens, na Terra e no céu; na Terra, porque á sombra desse estandarte eles viverão em paz; no céu, porque os que a houverem praticado acharão graças diante do Senhor".
Saulo de Tarso »

This is default featured post 4 title

Casa da Mãe Pobre

"Fora da caridade não há salvação, estão encerrados os destinos dos homens, na Terra e no céu; na Terra, porque á sombra desse estandarte eles viverão em paz; no céu, porque os que a houverem praticado acharão graças diante do Senhor".
Saulo de Tarso »

This is default featured post 5 title

Casa da Mãe Pobre

"Fora da caridade não há salvação, estão encerrados os destinos dos homens, na Terra e no céu; na Terra, porque á sombra desse estandarte eles viverão em paz; no céu, porque os que a houverem praticado acharão graças diante do Senhor".
Saulo de Tarso »

Aurora A. de Los Santos de Silveira


Capítulo XX


aurora-a-de-los-santos-de-silv

         Reprodução Web

Aurora A. de Los Santos de Silveira, pioneira espírita uruguaia, nasceu no dia 28 de agosto de 1890, e desencarnou no dia 10 de agosto de 1969, em Montevidéu, república Uruguaia.

Filha de José Fabrício dos Santos, brasileiro, e Petrona Tejera, espanhola, Aurora morava no Departamento de Rivera, na República Oriental do Uruguai, motivo que a levou a cursar apenas um ano da escola primária. Sua vida foi repleta de dificuldades e sacrifícios junto a seus familiares, nos afazeres da agricultura. Desde pequena revelaram-se-lhe fenômenos de vidência, que seus pais procuravam reprimir, por desconhecerem sua verdadeira causa e temerem que ela enveredasse pelo caminho da loucura.

Mick Micheyl


Capítulo XIX


TC11-19-2008 037

                         Reprodução Web

Em 13 de janeiro de 1965, um jornal parisiense noticiava o seguinte: “A cantora Mick Micheyl, acaba de ser contratada para atuar na próxima revista do Cassino de Paris. Agora, porém, é acusada e exercer ilegalmente a medicina.”

Em geral Mick escreve os versos e compõe as músicas das canções que interpreta. Além de cantar, possui o dom de curar por meio de imposição das mãos.

“Eu tenho eletricidade benéfica nos dedos – afirma Mick- não vejo por que não hei de fazer com que os meus semelhantes aproveitem esse meu dom.”

Ann Novak


Capítulo XVIII


espiritismo

                           Reprodução Web

Em 24 de abril de 1966, desencarnava em Londres, Inglaterra, a médium russa Ann Novak, cujas faculdades eram conhecidas em diferentes regiões. Nasceu na Ucrânia e passou a viver na Inglaterra com a idade de seis anos, tendo ali passado verdadeiras privações.

Chegou a ser condenada como “ladra e vagabunda” quando o exercício da mediunidade era simplesmente considerado ilegal.

Neta de uma conhecida médium russa, cedo começou a ouvir vozes de Espíritos e a ver formas precisas de fantasmas que dariam, nas primeiras sessões de que  participou, provas cabais de sua existência. Um desses invisíveis predisse que ela visitada por um Espírito de porte moral. A predição, segundo a qual veria, durante 14 dias, um ser materializado em sua própria casa, cumpriu-se integralmente pois foi despertada às três horas da manhã por uma mulher envolvida em luz azulada que iluminava o quarto todo.

Pular para a barra de ferramentas