This is default featured post 1 title

Casa da Mãe Pobre

"Fora da caridade não há salvação, estão encerrados os destinos dos homens, na Terra e no céu; na Terra, porque á sombra desse estandarte eles viverão em paz; no céu, porque os que a houverem praticado acharão graças diante do Senhor".
Saulo de Tarso »

This is default featured post 2 title

Casa da Mãe Pobre

"Fora da caridade não há salvação, estão encerrados os destinos dos homens, na Terra e no céu; na Terra, porque á sombra desse estandarte eles viverão em paz; no céu, porque os que a houverem praticado acharão graças diante do Senhor".
Saulo de Tarso »

This is default featured post 3 title

Casa da Mãe Pobre

"Fora da caridade não há salvação, estão encerrados os destinos dos homens, na Terra e no céu; na Terra, porque á sombra desse estandarte eles viverão em paz; no céu, porque os que a houverem praticado acharão graças diante do Senhor".
Saulo de Tarso »

This is default featured post 4 title

Casa da Mãe Pobre

"Fora da caridade não há salvação, estão encerrados os destinos dos homens, na Terra e no céu; na Terra, porque á sombra desse estandarte eles viverão em paz; no céu, porque os que a houverem praticado acharão graças diante do Senhor".
Saulo de Tarso »

This is default featured post 5 title

Casa da Mãe Pobre

"Fora da caridade não há salvação, estão encerrados os destinos dos homens, na Terra e no céu; na Terra, porque á sombra desse estandarte eles viverão em paz; no céu, porque os que a houverem praticado acharão graças diante do Senhor".
Saulo de Tarso »

Fernando de Lacerda


Capítulo XXV


fernandodelacerda

Reprodução Web
Fernando de Lacerda

Pedimos vênia à FEB para transcrever trechos do Livro “Do País da Luz” – Comunicações Medianímicas obtidas por Fernando de Lacerda, volumes II IlI/ IV, ano 1926.

Aconselhamos a leitura desse importante trabalho para ilustram os seus espíritos.

No volume III, à pág. 7, temos seguinte:

Aos Espíritas Brasileiros e Portugueses 

Aos meus irmãos em crença,  falam como eu a língua portuguesa, dedico este livro.

Que ele possa, sob a sua proteção, continuar a sementeira da verdade e do bem que os dois primeiros vêm fazendo.

E a todos desejo a paz da consciência: – a maior de todas as riquezas que um espírita pode possuir.

Fernando de Lacerda.

À pág. 9, temos:

Carmine Mirabelli


Capítulo XXIV


c-mirabelli

Foto: Acervo CMP
Carmine Mirabelli

Pelo artigo, publicado na Revista “O Reformador”, do mês de maio de 1991, de autoria de Antônio Lucena, a quem pedimos vênia, bem assim à distinta Diretoria da FEB, para transcrever.

“Chegou a ser internado num manicômio, em Juqueri (SP), para que a ciência médica examinasse sua suposta insânia. Depois de 18 dias de observações, foi declarado, por uma equipe de renomados psiquiatras, perfeitamente são. Os médicos disseram que os fenômenos produzidos por ele eram totalmente autênticos. Diante dessa comprovação, a grande imprensa, como “O Jornal de São Paulo”, “A Gazeta” e o “Estado de São Paulo”, tornou público os fatos inusitados que com ele ocorriam. inúmeros cientistas propuseram-se a fazer experiências científicas sob a direção de médicos, dirigidas pelo Dr. Everardo de Souza.

Yvonne do Amaral Pereira

CHICO E YVONNE

Reprodução Web
Yvonne do Amaral Pereira e Chico Xavier


Capítulo XXIII


Yvonne Pereira nasceu a 24 de dezembro de 1906, num sítio nos arredores da Vila de Santa Teresa, município de Valença, Estado do Rio de Janeiro, hoje Cidade de Rio das Flores.

Seu nascimento, segundo informações do próprio médico, aconteceu depois de um baile na residência de sua avó materna.

Eram seus pais, Manoel José Pereira, pequeno negociante, e Elizabeth do Amaral Pereira. Seus tretavós, portugueses de nascimento, assim como seu bisavô, judeus batizados e cristianizados em Portugal, emigraram para o Brasil, fugindo das perseguições dos inquisidores.

Powered by WordPress  |  iCommunity theme by FlexiThemes
Pular para a barra de ferramentas