1 - Henrique Magalhães fundador da Casa da Mãe Pobre

1 - Henrique Magalhães fundador da Casa da Mãe Pobre

“Compreendi o quanto estava distanciado de Jesus e de Deus, aprisionado no egoísmo…” (Henrique Magalhães) Continue Lendo »

2 - Alan Kardec

2 - Alan Kardec

\\\"Você receberá, de retorno, tudo o que der aos outros, segundo a lei que nos rege os destinos.\\\" Allan Kardec Continue Lendo »

3 - Emmanuel e Chico Xavier

3 - Emmanuel e Chico Xavier

\\\"A humildade não está na pobreza, não está na indigência, na penúria, na necessidade, na nudez e nem na fome. A humildade está na pessoa que tendo o direito de reclamar, julgar, reprovar e tomar qualquer atitude compreensível no brio pessoal, apenas abençoa.\\\" (Emmanuel e Chico Xavier) Continue Lendo »

4 - Bezerra de Menezes e Divaldo Franco

4 - Bezerra de Menezes e Divaldo Franco

\\\"Solidários, seremos união. Separados uns dos outros seremos pontos de vista. Juntos, alcançaremos a realização de nossos propósitos.\\\" (Bezerra de Menezes e Divaldo Franco) Continue Lendo »

5 - Joanna de Ângelis

5 - Joanna de Ângelis

\\\"A bondade é um pequeno esforço do dever de retribuir com alegria todas as dádivas que o homem frui, sem dar-se conta, sem nenhum esforço, por automatismo - como o sol, a lua e as estrelas, o firmamento, o ar, as paisagens, a água, os vegetais, os animais...\\\" (Joanna de Ângelis) Continue Lendo »

 

História da Rádio Rio de Janeiro pela Wikipédia, a enciclopédia livre


 


radio-rio-de-janeiro

Reprodução Web
Rádio Rio de Janeiro: Citado no Livro de Henrique Magalhães “Casa da Mãe Pobre 50 anos de amor”

A outorga da concessão para exploração do serviço de radiodifusão foi adquirida a 2 de agosto de 1971 de Luiz George de Oliveira Bello, por iniciativa de Geraldo de Aquino, através da Fundação Cristã-Espírita Cultural Paulo de Tarso (Funtarso), que havia sido instituída em 5 de fevereiro daquele ano com esse propósito.

Conhecida no movimento espírita como “A Emissora da Fraternidade”, a Rádio Rio de Janeiro tem como missão, estabelecida por sua mantenedora:

O átomo e o preconceito


 


momento-espitita

                            Reprodução

Conta-se que um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula, uma escada no centro e, sobre ela, um cacho de bananas.

Quando um macaco subia a escada para apanhar as bananas, os cientistas lançavam um jato de água fria nos que estavam no chão.

Depois de certo tempo, quando um macaco ia subir a escada, os outros batiam nele.

Passado mais algum tempo, nenhum macaco subia a escada, apesar da tentação das bananas.

Então os cientistas substituíram um dos cinco macacos.

Pular para a barra de ferramentas