Comer em ambiente adequado e em horários regulares faz bem à saúde


 


Waitress bringing food to people eating at restaurant
Reprodução Web
Foto: Whisson/Jordan/Corbis

Fazer uma alimentação saudável envolve realizar as refeições em ambiente adequado e horários regulares. Por isso, o Ministério da Saúde orienta os brasileiros a evitar, no momento das refeições, assistir tv, falar no celular, ficar em frente ao computador ou realizar atividades profissionais; além de manter horários regulares para cada refeição do dia. É o que consta no novo Guia Alimentar da População Brasileira.

A nutricionista Fernanda Bressan explica que quando a pessoa se alimenta fazendo outras atividades, ela não dá a devida atenção ao que está consumindo. “Então é mais provável que você se alimente de forma rápida e consuma maiores quantidades de alimento e não tenha tanto prazer na alimentação. Agora quando a gente presta atenção somente na alimentação, a refeição fica mais prazerosa e a gente consegue consumir menor quantidade de alimento”, comenta.

Fazer as refeições em ambiente e horário adequados é um hábito que a arquiteta Danyérika Nunes já pratica há algum tempo. Mas Danyérica conta que nem sempre foi assim. “Antes era bem desregulado, não tinha hora certa. Às vezes tomava o café e depois só o almoço bem tarde. Durante o dia, como passo o dia todo trabalhando, era sempre em restaurante. Agora eu estou procurando regular os horários e também o tipo de alimentação porque eu estava me sentindo cansada. Por conta da saúde, eu resolvi fazer essa mudança”, destaca a arquiteta.

O Guia Alimentar da População Brasileira edição 2014 traz orientações sobre os cuidados com a saúde e como manter uma alimentação saudável e balanceada. De acordo com a coordenadora geral de alimentação e nutrição do Ministério da Saúde, Patrícia Jaime, o novo guia valoriza a alimentação no contexto social. “E não só nas características biológicas e bioquímicas dos alimentos. É simplificar a mensagem de tal forma que o indivíduo, o usuário do Sistema Único de Saúde, o cidadão possa fazer as escolhas alimentares, resgatando e valorizando a culinária, buscando planejar as suas refeições, valorizando o que é esse componente social da alimentação”, explica Patrícia.

O Guia Alimentar da População Brasileira edição 2014 está disponível para consulta pública. A população poderá contribuir com a elaboração do novo guia até o dia 7 de maio pelo seguinte endereço eletrônico: www.saude.gov.br/consultapublica.

 


Fonte: Ana Cláudia Amorim / Web Rádio Saúde / Agência Saúde



 

 

CONTATO

Casa da Mãe Pobre, uma grande família

Hoje (23/09) a turma da administração da Casa da Mãe Pobre, esteve no Asilo de Jacarepaguá para um estreitamento entre Read more

Manias da Idade… Você tem alguma?

Por Gal Rosa                               Reprodução Acho muito interessante a expressão “aquela coisa de velho”. Fico Read more

Videogame melhora qualidade de vida dos idosos

                                       Reprodução Quem foi que disse que o videogame é exclusivo das crianças? Foi-se o Read more

Please follow and like us: