Semana do Folclore na Creche Marieta Navarro Gayo

Semana do Folclore na Creche Marieta Navarro Gayo

Por  (Eni) O nosso país, é dono de uma riqueza cultural incomparável, graças à mistura entre diferentes etnias dos mais variados povos e culturas. O folclore brasileiro é bem Continue lendo >>>

Viva São Pedro e viva São João na Creche Marieta Navarro Gayo

Viva São Pedro e viva São João na Creche Marieta Navarro Gayo

Por (Eni) A festa junina é uma tradição e faz parte da cultura escolar, anima e promove a socialização entre crianças, famílias e professores. Os 75 alunos da creche Marieta Continue lendo >>>

Viva São João e viva São Pedro na Creche Isabel a Redentora

Viva São João e viva São Pedro na Creche Isabel a Redentora

Por (Eni) Neste clima  de muita descontração, alegria e animação, que as criancinhas  da Creche Isabel a Redentora realizou o Arraiá de São João no ultimo dia 27. “Festas Continue lendo >>>

Natal das Crianças nas Creches Isabel “a Redentora” e Marieta Navarro Gaio

Natal das Crianças nas Creches Isabel “a Redentora” e Marieta Navarro Gaio

Divulgação CMP Por (Eni) Com muitas brincadeiras, músicas, danças e presentes as crianças  das Creches Isabel  “a Redentora”  de Teresópolis e Marieta Navarro Gaio sediada em Rio de Janeiro, foram contempladas Continue lendo >>>

Natal das Crianças nas Creches Isabel “a Redentora” e Marieta Navarro Gaio

Natal das Crianças nas Creches Isabel “a Redentora” e Marieta Navarro Gaio

Divulgação CMP Por (Eni) Com muitas brincadeiras, músicas, danças e presentes as crianças  das Creches Isabel  “a Redentora”  de Teresópolis e Marieta Navarro Gaio sediada em Rio de Janeiro, foram contempladas Continue lendo >>>

 

Category Archives: Em prol da mediunidade

Remontando às Origens – parte IV (final)


 


Capítulo VIII

espiritos

Reprodução Web

Ainda que as personalidades dos mortos, que se manifestavam assim pertencessem a todas as classes da sociedade, elas se mostravam acordes em exortar o médico a fazer conhecer, publicamente, as manifestações espíritas que se verificavam em sua e insistiam para que convidasse pessoas a assisti-las, porque, diziam elas, havia soado a hora em que os homens deviam se convencer, pelos fatos, da existência e da sobrevivência da alma. A este propósito, elas prediziam o inicio iminente de uma nova época em que a humanidade inteira reconheceria a possibilidade de se comunicar com os espíritos dos mortos e em que essas comunicações seriam livremente praticadas em todas as regiões da Terra, época de transformação e de renovação para o progresso dos povos.

Remontando às Origens – parte III


 


Capítulo VIII

koos

Reprodução Web

Praticamente perdera todos os seus bens materiais, produto de longos anos de luta contra a natureza renitente da montanha, com seus invernos impiedosos e a rejeição da terra mal ferida pela civilização.

Todavia não está vencido. Vai começar a sua vida de missionário, vai transmitir aos homens, seus irmãos, as verdades que os espíritos superiores lhe haviam ensinado. É homem rijo! Enquanto lhe restar um sopro de vida, Jonathan Koons vai proclamar as revelações espíritas.

Remontando às Origens – parte II


 


Capítulo VIII

ernest bozzano

       Reprodução Web

“É lastimável que os historiadores do Espiritismo tenham todos negligenciado de fornecer uma descrição detalhada do aparelho em questão, descrição que apareceu em uma revista da época: “The Spiritual Clarion”. Seria, com efeito, muito interessante se  possuíssem indicações suficientes a respeito. A sua reconstrução seria provavelmente eficaz para a produção de uma grande parte dos fenômenos mediúnicos, pois que se têm provas indubitáveis de que o aparelho se mostrou muito eficaz nas experiências de Koons. Sabe-se apenas que era composto de elementos de cobre e de zinco dispostos de um modo assaz complicado.