Creche Isabel a Redentora comemora a chega da estação das flores

Creche Isabel a Redentora comemora a chega da estação das flores

Por (Eni) A primavera é uma estação de muita cor, luz,  alegria e prosperidade. As paisagens enchem-se de cores, deixando ruas, campos, parques e jardins com o aspecto alegre Continue lendo >>>

Semana do Folclore na Creche Marieta Navarro Gayo

Semana do Folclore na Creche Marieta Navarro Gayo

Por  (Eni) O nosso país, é dono de uma riqueza cultural incomparável, graças à mistura entre diferentes etnias dos mais variados povos e culturas. O folclore brasileiro é bem Continue lendo >>>

Viva São Pedro e viva São João na Creche Marieta Navarro Gayo

Viva São Pedro e viva São João na Creche Marieta Navarro Gayo

Por (Eni) A festa junina é uma tradição e faz parte da cultura escolar, anima e promove a socialização entre crianças, famílias e professores. Os 75 alunos da creche Marieta Continue lendo >>>

Viva São João e viva São Pedro na Creche Isabel a Redentora

Viva São João e viva São Pedro na Creche Isabel a Redentora

Por (Eni) Neste clima  de muita descontração, alegria e animação, que as criancinhas  da Creche Isabel a Redentora realizou o Arraiá de São João no ultimo dia 27. “Festas Continue lendo >>>

Natal das Crianças nas Creches Isabel “a Redentora” e Marieta Navarro Gaio

Natal das Crianças nas Creches Isabel “a Redentora” e Marieta Navarro Gaio

Divulgação CMP Por (Eni) Com muitas brincadeiras, músicas, danças e presentes as crianças  das Creches Isabel  “a Redentora”  de Teresópolis e Marieta Navarro Gaio sediada em Rio de Janeiro, foram contempladas Continue lendo >>>

 

Category Archives: Casa da Mãe Pobre – 50 anos de Amor

Obra de Assistência Social “Gaspar da Silva Araújo”

logotwitter-maepobre

                                  Acervo CMP


 


Estávamos em 1970. Passávamos por uma rua de Teresópolis, em companhia do bom amigo Sr. Emílio Raul de Miranda, quando ele, voltando-se para minha pessoa, nos diz, sem mais rodeios:

“Sr. Magalhães, estou pensando em mandar fazer novo testamento. Tenciono deixar para a “Casa da Mãe Pobre”, conjuntamente com mais três Casas de Caridade, um imóvel que possuo na Rua Teófilo Otoni. O que o Sr. me diz a respeito?”

Pensamos por alguns momentos, enquanto caminhávamos. Por fim, rompemos o silêncio e respondemos:

“O senhor possui mais algumas propriedades.

O garoto tarado

silhueta-do-bebe

                          Reprodução Web


 


Foi abandonado por sua genitora, na Maternidade “Casa da Mãe Pobre”, um menino que ficou na incubadeira para tratamento. Caso comum com algumas crianças que nasciam fraquinhas e ficavam na Entidade até se fortalecerem. Somente então eram entregues às suas mães.

Houve casos, porém, em que, quando desejávamos comunicar a essas genitoras que fossem buscar a criança, não eram elas encontradas. Diziam morar em locais imaginários e desapareciam para sempre. O menino a que nos referimos acima encaixa-se nessa situação.

Exemplos a seguir

macae-antiga

                            Reprodução Web


 


Em outra oportunidade escrevemos sobre “renda própria” em Hospitais e Maternidades. Deteremos agora nos Abrigos e outras Instituições.

 O “Lar de Maria” em Macaé, RJ., possuiu um Bazar e Caldo de Cana numa das ruas centrais da cidade, que se constituiu numa das fontes de renda durante a sua construção.

Almoços mensais, campanhas de quilo, chás periódicos, listas de Natal, campanhas financeiras, livrarias espíritas, etc. são meios de ajuda à manutenção de Casas de Caridade.