Category Archives: CMP 50 anos de amor

Correio da Manhã


 


correio-da-manhã

Reprodução Web
Correio da Manhã : Citado no Livro de Henrique Magalhães “Casa da Mãe Pobre 50 anos de amor”

Um dos mais respeitáveis e longevos periódicos do país, o Correio da Manhã nasceu

bastante modesto. Sua primeira edição, de 15 de junho de 1901, tinha apenas seis páginas, sendo três ocupadas por anúncios. Com formato standard e periodicidade diária, não trazia manchetes, como boa parte dos jornais de sua época. A primeira página apresentava apenas um título grande e o texto se distribuía por oito colunas, além de não publicar fotogravuras, só desenhos.

O Centro Espírita

Mensagem recebida por Francisco Cândido Xavier no Centro Espírita Dias da Cruz, Caratinga, Minas Gerais


 


Bezerra_de_Menezes-

Reprodução Web
Bezerra de Menezes: Citado no Livro de Henrique Magalhães “Casa da Mãe Pobre 50 anos de amor”

“O conhecimento espírita liberta o homem de superstições e preconceitos, pois é eminentemente racional, e deixa-o livre para pensar e agir.

Entretanto esta liberdade pode ser utilizada plenamente dependendo da hora e lugar.

No Centro Espírita, por exemplo, alguns detalhes devem ser levados em consideração. Segundo aprendemos com os sábios mentores espirituais, para o Centro Espírita se deslocam os Espíritos com acentuado desequilíbrio e outros com o propósito de aprender. Outros doutrinados e aí permanecem para prosseguir no tratamento de reequilíbrio espiritual ou no aprendizado.

Detendo-se aí, Observam-nos os procedimentos, a conversação, os pensamentos…

José Grosso

jose-grosso

Reprodução Web
José Grosso : Citado no Livro de Henrique Magalhães “Casa da Mãe Pobre 50 anos de amor”


 


Espírito de muito sentimento, muito amigo, teve muitas andanças através de vários corpos.
Teve poder e muita autoridade nas mãos, principalmente a partir da Germânia. Contudo, era místico, rígido e disciplinado. Nessa época, José Grosso chamava-se Johannes e desencarnou por volta do ano 751.

Em uma de suas encarnações foi seu irmão consangüíneo o Irmão Palminha (hoje também mentor espiritual da Fraternidade). José Grosso reencarnou-se novamente, na Holanda, como Adido Diplomático. Conviveu com a classe alta holandesa e com a corte de Francisco I – rei da França. Segundo informações da espiritualidade, consta que Jair Soares (diretor mediúnico de núcleo espírita já desencarnado) foi o Rei Francisco I. Com essa informação fica explicada a grande ligação entre os dois. Nesse período, José Grosso conquistou grandes amizades através de suas atividades diplomáticas.

Pular para a barra de ferramentas