Natal das Crianças nas Creches Isabel “a Redentora” e Marieta Navarro Gaio

Natal das Crianças nas Creches Isabel “a Redentora” e Marieta Navarro Gaio

Divulgação CMP Por (Eni) Com muitas brincadeiras, músicas, danças e presentes as crianças  das Creches Isabel  “a Redentora”  de Teresópolis e Marieta Navarro Gaio sediada em Rio de Janeiro, foram contempladas Continue lendo >>>

Natal das Crianças nas Creches Isabel “a Redentora” e Marieta Navarro Gaio

Natal das Crianças nas Creches Isabel “a Redentora” e Marieta Navarro Gaio

Divulgação CMP Por (Eni) Com muitas brincadeiras, músicas, danças e presentes as crianças  das Creches Isabel  “a Redentora”  de Teresópolis e Marieta Navarro Gaio sediada em Rio de Janeiro, foram contempladas Continue lendo >>>

Creches realizam festa de encerramento do ano letivo na Casa da Mãe Pobre

Creches realizam festa de encerramento do ano letivo na Casa da Mãe Pobre

Por (Eni)    Com o apoio da Casa da Mãe Pobre, as creches da Instituição Maria de Nazareth realizaram na tarde do dia 8 de dezembro (sábado),  a festa Continue lendo >>>

Creches da Casa da Mãe Pobre comemoram o dia das crianças

Creches da Casa da Mãe Pobre comemoram o dia das crianças

Creche Marieta Navarro Gayo e  Creche Isabel a Redentora, promovem festa em homenagem às crianças. Por (Eni) Num clima bastante animado e descontraído, as Creches Marieta Navarro Gayo e Continue lendo >>>

Alunos do Instituto Stella Almeida – ISA, realizam importante visita  a CMP  e fazem doações

Alunos do Instituto Stella Almeida – ISA, realizam importante visita a CMP e fazem doações

Por (Eni) Alem  das relevantes doações que são importantes na nossa rotina diária, demonstraram enorme amor e carinho  para nossos idosos e crianças assistidas em nossas instituições. Os alunos Continue lendo >>>

 

Category Archives: Casa da Mãe Pobre – 50 anos de Amor

Uma reunião memorável


 


caratinga

                   Reprodução Web

Tremenda gripe levou-me a Caratinga. Deixando o ônibus, recolhi-me logo ao Hotel, com febre alta. Tinha a impressão de que agulhas ferozes me atraavessavam o cérebro de instante a instante.

Após duas horas de sono, acordei com a roupa toda ensopada de suor. Por último, embrulhei-me num lençol, pois não possuía mais roupa para mudar.

Na primeira noite, a Presidente do “Grupo Espírita Dias da Cruz”, Dona Maria, o médium principal do grupo, Antônio Sales e mais duas médiuns foram visitar-me. O Antônio aplicou-me passes e deixou-me dois vidros de remédios, um preparado pelos Espíritos e outro adquirido na farmácia da cidade, para serem tomados de meia em meia hora.

A perna mecânica


 


nao-julgue

                           Reprodução Web

Em 1944, após uma de nossas visitas ao Tijuca Tênis Clube, que por várias vezes nos cedeu seu salão para levarmos a efeito bailes familiares, cujo resultado nos ajudava na construção do futuro Hospital, tomamos um bonde para a cidade, esses bondes chamados “Bataclans” eram espaçosos e modernos. Naqueles bons tempos não havia ônibus.

Naquele momento – deveriam ser 13 horas – o bonde estava lotado, motivo pelo qual viajávamos no estribo.