Creche Isabel a Redentora comemora a chega da estação das flores

Creche Isabel a Redentora comemora a chega da estação das flores

Por (Eni) A primavera é uma estação de muita cor, luz,  alegria e prosperidade. As paisagens enchem-se de cores, deixando ruas, campos, parques e jardins com o aspecto alegre Continue lendo >>>

Semana do Folclore na Creche Marieta Navarro Gayo

Semana do Folclore na Creche Marieta Navarro Gayo

Por  (Eni) O nosso país, é dono de uma riqueza cultural incomparável, graças à mistura entre diferentes etnias dos mais variados povos e culturas. O folclore brasileiro é bem Continue lendo >>>

Viva São Pedro e viva São João na Creche Marieta Navarro Gayo

Viva São Pedro e viva São João na Creche Marieta Navarro Gayo

Por (Eni) A festa junina é uma tradição e faz parte da cultura escolar, anima e promove a socialização entre crianças, famílias e professores. Os 75 alunos da creche Marieta Continue lendo >>>

Viva São João e viva São Pedro na Creche Isabel a Redentora

Viva São João e viva São Pedro na Creche Isabel a Redentora

Por (Eni) Neste clima  de muita descontração, alegria e animação, que as criancinhas  da Creche Isabel a Redentora realizou o Arraiá de São João no ultimo dia 27. “Festas Continue lendo >>>

Natal das Crianças nas Creches Isabel “a Redentora” e Marieta Navarro Gaio

Natal das Crianças nas Creches Isabel “a Redentora” e Marieta Navarro Gaio

Divulgação CMP Por (Eni) Com muitas brincadeiras, músicas, danças e presentes as crianças  das Creches Isabel  “a Redentora”  de Teresópolis e Marieta Navarro Gaio sediada em Rio de Janeiro, foram contempladas Continue lendo >>>

 

Category Archives: Casa da Mãe Pobre – 50 anos de Amor

Visita a Francisco Cândido Xavier

chico-xavier

Reprodução Web


 


Três meses após a inauguração do Hospital “Casa da Mãe Pobre”, em março de 1948, fomos visitar, pela primeira vez, o querido irmão Francisco Cândido Xavier. Viagem de trem, com paradas em inúmeros lugares; parecia que nunca chegaria ao fim. De Belo Horizonte seguimos de “jardineira” (pequeno ônibus) para Pedro Leopoldo, onde chegamos à tardinha. O único hotel que existia na cidade, de hotel só tinha o nome, pois era, na verdade, uma pensão de última classe. Prédio velho, com piso de madeira, com telhado, mas sem forro. Não tinha vigia à noite.

Festa da Rosa

carros_antigos

Reprodução Web


 


Um dos grandes fatores que ajudaram a construção do Hospital da “Casa da Mãe Pobre” foi, sem dúvida alguma, a chamada “Festa da Rosa”.

Essas festas se realizavam da seguinte maneira:

A Instituição comprava um automóvel ou um apartamento em construção e o oferecia como prêmio. Quando a festa estava no seu apogeu, os prêmios eram sorteados. Para esse fim, era chamada uma criança, cuja idade deveria oscilar entre 5 e ,10 anos. Pedíamos a três pessoas presentes para subirem ao tablado a fim de comporem a Comissão Fiscal.

Rádio Rio de Janeiro

posto-seis

                           Reprodução Web


 


Nosso velho amigo e companheiro de lutas redentoras, Geraldo de Aquino, tem um coração enorme. Não sabemos como essa peça anatômica cresceu tanto. Não é elogio, não, pois ele está cumprindo um dever, dever sagrado de todo espírita cristão.

Naquele bom tempo – princípios de 1940 – quando éramos mais moços, encontramo-nos certa feita, na “Hora Espiritualista João Pinto de Souza”, dirigida por seu saudoso fundador. Naquela recuada época, a Hora Espiritualista funcionava na Rádio Copacabana, no Posto Seis da Praia de Copacabana.