Otília Diogo – parte II

Capítulo XXII – parte II Mas, para grande espanto nosso, de súbito ouvimos no lado esquerdo da jaula, onde se encontrava Dª. Otília Diogo, ruídos estranhos … Ruídos guturais. Deram-me a impressão de alguém a extrair algo da boca médium. Dª. Otília Diogo gemia. Era o transe que se iniciara.  Segundos depois começou a liberação

countinue reading
, , , , , , , , , , , ,

Otília Diogo

Capítulo XXII A Editora Cultural Espírita Ltda., então com sede na cidade de São Paulo, lançou na década de 60, o livro sob o título “Otília Diogo e a Materialização de Uberaba”, de autoria do jornalista e escritor Jorge Rizzini. É um trabalho sobre a médium mineira da cidade de Andrada, MG, e inicialmente foi

countinue reading
, , , , , , , , , , ,

Anna Prado

Capítulo XXI Entre 1918 e 1921 aconteceram os extraordinários fenômenos de Belém do Pará, sob as expensas da faculdade mediúnica de Anna Prado e controlados pelo Dr. Nogueira de Faria, Elton Bósio e Eurípides Prado, marido da médium. Em princípio tais fenômenos aparecem como simples comunicações tipológicas, revestindo-se, depois, nas mais variadas formas. Seguem-se, então

countinue reading

Aurora A. de Los Santos de Silveira

Capítulo XX Aurora A. de Los Santos de Silveira, pioneira espírita uruguaia, nasceu no dia 28 de agosto de 1890, e desencarnou no dia 10 de agosto de 1969, em Montevidéu, república Uruguaia. Filha de José Fabrício dos Santos, brasileiro, e Petrona Tejera, espanhola, Aurora morava no Departamento de Rivera, na República Oriental do Uruguai,

countinue reading
, , , , , , ,